Arquitetura como diferencial para navegar no oceano azul

O conceito do Oceano Azul, originário do livro de W. Chan Kim
e Renée Mauborgne, consiste em se diferenciar da concorrência, explorando nichos específicos de mercado onde poucos atuam.

E arquitetura tem tudo a ver com essa estratégia para negócios vencedores, uma vez que um projeto bem conceituado cria a experiência do cliente juntando não só o aspecto sensorial do espaço, mas também a integração com o modelo de negócio e o  serviço prestado.
Muitas pessoas podem comprar o mesmo piso, o mesmo equipamento de musculação e usar as mesas cores, mas a escolha estratégica de todos esses elementos, aliados ao serviço prestado é que dão o clima da academia.
Entendendo isso, os empresários da Evolve nos chamaram para transformar a sua primeira unidade nessa nova marca, que já nasceu com o DNA da diferenciação e inovação em todos os aspectos, inclusive da arquitetura. E a cada unidade que projetamos temos mais firmeza nesse propósito.

Com a palavra, Henrique Pereira, sócio da Evolve:

Em meados de 2016, em meio à revolução que o mercado de fitness estava passando e em virtude da saída de um sócio (que era detentor da marca) surgiu a necessidade de uma reformulação e reinvenção completa do nosso negócio.
Entre as inúmeras decisões estratégicas desse novo negócio que estávamos criando e recriando, a decisão que nós consideramos mais assertiva e de crucial importância para o nosso negócio foi a contratação da Patricia Totaro Arquitetura.
Temos em nossa região uma concorrência elevadíssima, com os maiores players do mercado, e ainda assim felizmente estamos bem e em processo de expansão. Creditamos isso a uma força de trabalho e uma paixão sem tamanho que temos pelo nosso negócio aliados a construção e posicionamento de marca que estamos conseguindo fazer.
Seguramente a nossa arquitetura é um dos grandes diferenciais.
Simples, bonita, funcional, com cara e identidade própria e inteligente economicamente.”

 

E como criar uma identidade vencedora?

Siga a Trilha da Experiência, tomando as decisões de projeto, passo a passo de forma consistente: o primeiro passo é a definição clara de “para quem” estamos fazendo a academia. Uma vez definido o público-alvo, o próximo passo é se colocar no lugar dele e pensar na distribuição dos espaços já imaginando os cenários do tour de vendas. O que temos como diferencial é o que deve ser apresentado de forma mais impactante. Daí vem um passo fundamental: escolher as cores, revestimentos, iluminação, aroma, uniformes, mobiliário, sempre pensando no que o futuro aluno valoriza.

 

 

 

 

 

 

Use a arquitetura a seu favor!
Bom projeto!!!

Patricia Totaro